Conversão de tempo Especial em Comum após a Reforma da Previdência

Conversão de tempo Especial em Comum após a Reforma da Previdência

A conversão de tempo é uma ferramenta importante para os segurados que atuaram em atividade especial, porém vão se aposentar pela modalidade comum.

Através dessa conversão, o tempo especial passa a valer como tempo comum e se torna, no mínimo, 40% maior para os homens e 20% maior para as mulheres.

Se você quer saber como fica a conversão hoje, após a Reforma da Previdência, continue a leitura deste post e pegue nossas dicas sobre este importante direito.

CONVERSÃO, COMO FUNCIONA?

Os segurados que atuaram em atividades especiais, ou seja, submetidos a tarefas e ambientes que geram risco à saúde ou até mesmo à vida (insalubridade e periculosidade), têm direito à aposentadoria especial, mais vantajosa, diferenciada.

Quando o segurado decide se aposentar pela modalidade normal ele pode levar este tempo com ele para a aposentadoria comum, e para fazer a “compensação”, o segurado poderia pedir que sua atividade especial fosse convertida em comum e ela, por ser insalubre e perigosa, vale mais como tempo comum.

Por essa razão, o tempo em atividade especial vale mais quando convertido em comum.

Este é um benefício enorme para os segurados que trabalharam apenas parte da carreira em atividade insalubre ou perigosa.

Mas e aí, a Reforma da Previdência eliminou este direito?

CONVERSÃO X REFORMA DA PREVIDÊNCIA

A Reforma retirou muitas vantagens dos segurados, infelizmente com a conversão não foi diferente.

A Reforma determina que só poderá fazer a conversão os segurados que atuaram em atividades especiais até a sua promulgação.

Em outras palavras, os segurados que atuaram em atividade especial até o dia 12/11/2019, poderão solicitar a conversão de tempo especial após a Reforma da Previdência.

Já os segurados que atuam em atividade especial após essa data, não poderão ter o tempo especial convertido.

Quem possui o tempo misto, ou seja, parte antes e parte depois da reforma, de igual maneira, poderá converter todo o tempo que trabalhou antes da reforma.

Se você tem dúvidas de como essa conversão pode te ajudar a se aposentar mais cedo, busque o apoio de um Advogado Previdenciário e faça o cálculo da sua Aposentadoria.

Não abra mão dos seus direitos antes de conhecê-los, CLIQUE AQUI e solicite um atendimento com a nossa equipe especialista em causas previdenciárias.

Este artigo foi redigido por Laura Elisa Fernandes Porto Costa, OAB/MG 172.171.

Deixe seu comentário