5 Doenças da Coluna que geram Aposentadoria por Invalidez no INSS

5 Doenças da Coluna que geram Aposentadoria por Invalidez no INSS

Você sabia que doenças da coluna podem ser o motivo da aposentadoria por invalidez no INSS?  Esse benefício é concedido ao segurado que se torna permanentemente incapaz para o trabalho, não podendo sequer ser reabilitado para outra função. No início, enquanto é considerado temporariamente incapaz, o trabalhador recebe o auxílio-doença. Mas sem a melhora da patologia, o auxílio pode ser convertido em aposentadoria por invalidez. Veja quais as doenças mais comuns que podem gerar direito ao benefício!

Hérnia de disco

Hérnia de disco é uma doença que pode afetar a região do pescoço (cervical), do meio das costas (torácica) ou a região mais baixa das costas (lombar). Ela ocorre quando o disco intervertebral (que se situa entre as vértebras da coluna) perde sua forma original (oval) e começa a incomodar a medula espinhal.

O portador da doença começa a sentir sintomas como queimação, dormência e dor nas costas. Ela é provocada principalmente por má postura no dia a dia. Um trabalhador que exerce sua função carregando peso, mas não se preocupa com a postura, pode desenvolver a doença por volta dos 40 anos de idade. É uma das doenças da coluna de podem gerar aposentadoria por invalidez no INSS, caso o trabalhador se torne permanentemente incapaz.

Osteofitose

A osteofitose é a doença em que aparecem osteófitos ao redor do disco da coluna vertebral. Osteófitos são os populares bico-de-papagaio, que são pequenas expansões ósseas, semelhantes a um gancho. Eles costumam aparecer em caso de problemas reumáticos, como osteoartrose lombar e cervical, desidratação do disco intervertebral, e outros problemas.

Porém, a osteofitose tem como principal causa a permanência em posturas incorretas ao longo da vida laboral, o que resulta nas lesões das articulações vertebrais. Essa é uma das doenças da coluna que podem ocasionar aposentadoria por invalidez no INSS.

Discopatia degenerativa

Discopatia degenerativa é uma doença que atinge os discos intervertebrais, que é a estrutura cartilaginosa situada entre as vértebras da coluna. Ela ocorre devido à perda de água da região, minimizando a capacidade de movimentação. Essa doença degenerativa pode ser provocada com o ato de carregar peso de maneira irregular ou de se manter em uma postura viciosa durante um longo período de tempo.

Além disso, fatores genéticos, desgaste, esportes de alto impacto, obesidade e tabagismo são outras causas.

Protusão discal

A protusão discal também é uma doença que atinge os discos intervertebrais. Nessa doença, há uma distensão do anel fibroso que envolve tais discos, mas não há um rompimento das fibras do anel, somente um desgaste e uma dilatação. Por causa disso, os ligamentos e outras estruturas da região com protusão são atingidos e causam dor.

Todos os trabalhadores que carregam peso ou que exercem suas funções sem se preocupar com a postura podem desenvolver a doença. Caso se tornem incapazes para o trabalho, é uma das doenças da coluna que podem gerar direito à aposentadoria por invalidez no INSS

Cervicalgia

Uma das doenças na coluna muito comuns é a cervicalgia, popularmente conhecida como torcicolo. Apesar de parecer inofensiva, a patologia pode afastar muitas pessoas do trabalho. Na sua fase crônica, ela pode ser o motivo do afastamento por mais de 15 dias, o que gera direito ao auxílio-doença.

Boa parte dessas dores cervicais são causadas por alterações na postura. Aqueles que trabalham no computador (na mesma posição por longo período) ou com o membro superior em elevação por muito tempo (cabeleireiros, garçons), devem se atentar à postura para não desenvolver a doença.

As doenças da coluna podem te afastar do trabalho e ensejar o auxílio-doença no primeiro momento. Porém, essas patologias podem incapacitá-lo de forma permanente para o trabalho. Nessas ocasiões, a aposentadoria por invalidez poderá ser concedida pelo INSS, caso seja constatada a incapacidade na perícia médica.

Essas doenças são, porém, de difícil detecção por exames, já que a espinhal dorsal é uma estrutura complexa, cheia de nervos, ligamentos, músculos e tendões, e se comunica diretamente com as extremidades.

Caso você tenha algum dos sintomas, procure seu médico para orientá-lo. Ele é fundamental para analisar se a doença o torna incapacitante para o trabalho, podendo recomendar um afastamento que, caso supere os 15 dias, dá direito ao auxílio-doença.

Deixe seu comentário